Arquivo da categoria: figurino

The Free Spirit

A revista i-D fez um editorial com Arizona Muse bem no clima do filme “True Grit” (Bravura Indômita).

Fizeram até um trailerzinho do photoshoot:

Trailer e foto do filme:

Photoshoot fotos: Free People Blog

Anúncios

Cisne Negro

Atenção: pode conter spoilers!

Cisne Negro (Black Swan), com Natalie Portman, Vincent Cassel, Mila Kunis*.

Ia colocar esse filme no meio da lista das “Próximas Estreias”, mas me perdi no meio da pesquisa, lendo tudo que aparecia e vendo todos os trailers e clips do filme. Acabei descobrindo um monte de coisa mais interessante do que uma simples sinopse, então abri pra um post completo.

Pra começo de conversa, o diretor é Darren Aronofsky. Ele por acaso escreveu e dirigiu Pi. E por acaso também escreveu o roteiro e dirigiu Réquiem para um Sonho. Por aí já dá pra ter uma ideia do que se tem pela frente.

A história básica do filme é que Nina (Natalie Portman) é uma bailarina em uma companhia de dança de Nova York. Sua vida é consumida pela dança e pelos treinos e como se não bastasse, e ela mora com sua obsessiva mãe – que foi uma bailarina. Nina consegue o papel principal no Lago dos Cisnes, mas Lily (Mila Kunis), também impressiona o diretor. O Lago dos Cisnes precisa de uma pessoa que possa interpretar tanto a inocência e graça do Cisne Branco quanto a malícia e sensualidade do Cisne Negro. Nina encaixa perfeitamente no papel de Cisne Branco, enquanto Lily é a personificação do Cisne Negro. Para não perder o papel, Nina entra cada vez mais em contato com seu lado negro, o que aos pouco a transforma na vida real.

O balé Lago dos Cisnes foi composto por Tchaikovsky entre 1875 e 1876. Existem variações da história que é contada em 4 atos, eis uma delas: o príncipe Siegfried é obrigado a escolher uma esposa em sua festa de aniversário. Chateado porque não vai se casar por amor, ele foge pra floresta, onde encontra um lago com cisnes brancos. Decide caçá-los, mas quando vai atirar o arco, percebe que  um dos cisnes está se transformando numa mulher, Odette. Ele descobre que ela foi amaldiçoada por um mago de um reino vizinho e que passa os dias transformada em cisne, mas volta a ser humana à noite. Ele se apaixona por ela e volta à festa pra anunciá-la então como noiva e assim quebrar o encanto. O mago, que perderia os poderes caso isso acontecesse, entra na festa junto com sua filha, Odile, transformada através de magia em Odette, mas vestida de preto. O príncipe anuncia seu amor e o noivado, e, tarde demais, percebe seu erro. Ele volta ao lago e, como o encanto não foi quebrado e eles não podem ficar juntos, se afogam no lago.

No filme, acho que a história é um pouco diferente.

Enquanto o figurino do filme é assinado por Amy Westcott, o figurino do balé foi criado pelas irmãs Kate e Laura Mulleavy, da Rodarte. Amy usou elementos do balé nas peças de todo o filme, de forma que tudo estivesse interligado enquanto as irmãs Mulleavy deram uma atualizada no visual da dança.

“O trabalho que tivemos foi reconceitualizar e criar o figurino para o Lago dos Cisnes, que é um balé clássico, mas fazer de uma forma que iria encaixar no mundo do filme.” – Kate Mulleavy

“É meio que a mantendo em um estado infantil. Suas cores básicas foram branco, cinza e rosa. Pegamos pesado no rosa e fomos diminuindo no final. Tem um momento onde ela veste meia-calça preta em vez da rosa, e isso é aquela ruptura quando ela meio que está do outro lado da cerca.” – Amy Westcott

“A última linha [da Rodarte], outono de 2010, acho, foi bastante ‘inspirada em abutres’. Eles tinham esse monte de penas negras e coisas como essa… essa foi a linha delas, mas pra nós elas criaram novas coisas, nós colaboramos o tempo todo de um modo mais tradicional de montar os tutus, mas a linha delas foi tão interessante, já foi meio que inspirada em pássaros! Darren [o diretor] e eu trabalhamos com elas, então elas revigoraram os figurinos, o que foi ótimo. Os corpetes foram criados por um formidável designer de balé chamado Jack Brown e então a Rodarte acrescentou peças à eles para fazê-los funcionar com os cisnes negros e brancos. Mas para os principais, elas refizeram completamente os figurinos a partir do zero por conta própria. Foram trajes de balé completamente funcionais.” – Amy Westcott

“Trabalhei junto com Yumiko [uma bailarina e designer de roupas de balé] porque tínhamos muitas peças de uso diário, para as personagens de Natalie e Mila. Tínhamos uma paleta de quatro cores bem estrita: a maioria de preto, cinza, branco e rosa. (…) Passamos por seu catálogo e os collants faziam parte da linha mas nós trocamos as cores e os tecidos. (…) E foi também importante pra mim, manter o realismo. Você não quer reinventar completamente a roda.” – Amy Westcott

“Foi quase cliché no sentido de escolher rosa para Nina e cinza para Lily. Então trabalhamos cuidadosamente em um pouco de cinza em Nina e lentamente incluímos um pouco de rosa em Lily, e no final do filme, Nina usava um pouco de preto e era mais preto e cinza – ela quase perde o rosa – e Lily estava com um pouco de branco com cinza, ela não clareia. Lentamente, enquanto o caráter de Nina se desvenda, suas cores se tornam escuras.” – Amy Westcott

Agora é esperar dia 4 de fevereiro, a data de estreia do filme no Brasil (segundo o IMDb).

(*) Mila Kunis era a Jackie do “That 70’s Show” e é a matéria de capa da Nylon de dezembro.

Fontes: Imdb, The Ballet Bag, The Style Rookie

Cinema e Moda por aí

Alguns textos interessantes sobre Cinema, Moda e sua interseção.

Ensinamentos de outrora com Arianne Phillips, Oficina de Estilo

“Se o objetivo é aparecer, brilhar no palco, ela faz o palco incendiar – tipo Madonna, né? Se o objetivo é criar um personagem discreto, que não pode ser muito “cheguei” na tela, ela consegue fazer também, e sem deixar pra trás os mínimos detalhes.”

A roupa comunicando em “Eden à l’Ouest”, JURA? tá na moda!

“O interessante é que a narrativa do filme vai sendo construída e pontuada pelo vestuário masculino do protagonista. Desde o início o seu modo de presença naquela sociedade é marcado pela linguagem não verbal, com ênfase nas roupas que usa.”


Oscar 2010, Melhor figurino

O vencedor de Melhor Figurino do Oscar desse ano, como já esperado por muitos, foi o filme “The Young Victoria”.

Sinopse

Biografia da Rainha Vitória de Inglaterra que assumiu o trono com apenas 18 anos e lá se manteve até falecer, aos 80 anos. O filme conta como foi a vida da Rainha, destacando os primeiros anos do reinado que foram especialmente turbulentos, e a sua relação com o Príncipe Alberto, que vem agravar a situação.

Algumas fotos:

Os outros indicados, foram:

Brilho de Uma Paixão (Bright Star)


Em 1818, em Londres, inicia-se uma história de amor entre o poeta John Keats e a jovem Fanny Brawne. O relacionamento dura apenas 3 anos, interrompido pela prematura morte de Keats.

Coco Antes de Chanel (Coco avant Chanel)


Baseado na história da famosa estilista francesa Gabrielle “Coco” Chanel, contando desde sua infância pobre até a criação de seu império da indústria da moda.

O Mundo Imaginário de Dr. Parnassus (The Imaginarium of Dr. Parnassus)


Dr. Parnassus é um imortal contador de histórias que possui um teatro itinerante. Sua imortalidade veio através de um pacto com o demônio e em troca deveria entregar seu primeiro filho ou filha após o aniversário de 16 anos. Sua primeira filha está prestes a atingir tal idade, então, Dr. Parnassus renegocia o pacto.

Nine


O musical-romance norte-americano conta sobre Guido Contini, um cineasta que luta para ter harmonia em sua vida pessoal e profissional, às voltas com sua esposa, sua amante e sua mãe. Filme baseado no musical Nine e inspirado no filme 8½, de Federico Fellini.

The O.C.

Esse povo que fica em casa revendo seriados velhos (eeeeeee!) acaba por ficar reparando em coisas que nem tem a ver com a história. Aproveitando pra fazer análises, achei duas observações interessantes.

*Quem acompanhou The O.C. na época, provavelmente notou que houve uma evolução significativa no modo de vestir das personagens. Por exemplo, a Marissa (Mischa Barton), nessa comparação, mesmo repetindo a combinação camisa pólo+saia, dá pra notar que na segunda imagem o look é bem mais elaborado.

O mix de estampas da saia e da faixa no cabelo, mais a combinação de vários tons de verde em três das peças e o contraste com a pulseira criaram um visual bem bacana.

*Aproveitando a onda do estilo ‘rocker’, dá pra se inspirar nessa montagem feita pela Summer (pra ir no show do Rooney, no episódio 14 da primeira temporada, The Third Wheel).

O brinco no formato de coração e em tom vermelho mais a jaqueta rosada e a saia curtinha dão o toque feminino que contrabalança com o peso do cinto e da bota.

Ciclo “Cinema, Corpo e Moda”

Tá acontecendo agora, de 9h ao meio dia, no Auditório Banespa da PUC-SP, o segundo encontro do ciclo “Cinema, Corpo e Moda“, cujo tema é “A aparência e o vestuário na narratividade histórica“. A palestra faz análise do filme “A Duquesa”, que ganhou Oscar de melhor figurino esse ano.

Porém, pra quem perdeu os dois primeiros, o ciclo terá ainda o terceiro encontro no dia 25/8, no mesmo horário e local. O tema será “Estilismo e a criação de moda em documentário performático”, e exibirá o filme “Identidade de Nós Mesmos ou Anotações para Roupas e Cidades”, de Wim Wenders.

Clique na imagem abaixo pra ver a programação completa.

programação_ciclo

Via: Última Moda

Alice in Wonderland

Tim Burton é um cineasta, responsável por filmes como Os Fantasmas Se Divertem* (Beetlejuice, 1988), o primeiro Batman (1989), Edward Mãos-de-Tesoura* (1990), Marte Ataca! (1996), A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça (Sleepy Hollow, 1999), Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas (Big Fish, 2003), a refilmagem de A Fantástica Fábrica de Chocolate (2005), A Noiva-Cadáver (Corpse Bride, 2005) e Sweeney Todd (2007).

(*) Além de dirigir, escreveu a história

Por essa lista, já dá pra ter uma ideia da estética maluca, colorida e/ou sombria do cara. E agora, ele tá preparando uma versão de Alice no País das Maravilhas. Pra quem já leu o livro, sabe que a história é uma viagem do começo ao fim. E agora imagina essa história interpretada por Tim Burton.

capa_site

Já saíram por aí algumas fotos dos atores caracterizados e um trailer, dá só uma conferida:

alice_1alice_2alice_3alice_4alice_5

(A incorporação do vídeo em outros sites foi bloqueada, tem que clicar pra ir ver lá no Youtube)

Fotos: Site oficial e Cinema em Cena

Vídeo: DisneyMovieTrailers (canal dos trailers da Disney no Youtube)