Arquivo da tag: costume designer

Cisne Negro

Atenção: pode conter spoilers!

Cisne Negro (Black Swan), com Natalie Portman, Vincent Cassel, Mila Kunis*.

Ia colocar esse filme no meio da lista das “Próximas Estreias”, mas me perdi no meio da pesquisa, lendo tudo que aparecia e vendo todos os trailers e clips do filme. Acabei descobrindo um monte de coisa mais interessante do que uma simples sinopse, então abri pra um post completo.

Pra começo de conversa, o diretor é Darren Aronofsky. Ele por acaso escreveu e dirigiu Pi. E por acaso também escreveu o roteiro e dirigiu Réquiem para um Sonho. Por aí já dá pra ter uma ideia do que se tem pela frente.

A história básica do filme é que Nina (Natalie Portman) é uma bailarina em uma companhia de dança de Nova York. Sua vida é consumida pela dança e pelos treinos e como se não bastasse, e ela mora com sua obsessiva mãe – que foi uma bailarina. Nina consegue o papel principal no Lago dos Cisnes, mas Lily (Mila Kunis), também impressiona o diretor. O Lago dos Cisnes precisa de uma pessoa que possa interpretar tanto a inocência e graça do Cisne Branco quanto a malícia e sensualidade do Cisne Negro. Nina encaixa perfeitamente no papel de Cisne Branco, enquanto Lily é a personificação do Cisne Negro. Para não perder o papel, Nina entra cada vez mais em contato com seu lado negro, o que aos pouco a transforma na vida real.

O balé Lago dos Cisnes foi composto por Tchaikovsky entre 1875 e 1876. Existem variações da história que é contada em 4 atos, eis uma delas: o príncipe Siegfried é obrigado a escolher uma esposa em sua festa de aniversário. Chateado porque não vai se casar por amor, ele foge pra floresta, onde encontra um lago com cisnes brancos. Decide caçá-los, mas quando vai atirar o arco, percebe que  um dos cisnes está se transformando numa mulher, Odette. Ele descobre que ela foi amaldiçoada por um mago de um reino vizinho e que passa os dias transformada em cisne, mas volta a ser humana à noite. Ele se apaixona por ela e volta à festa pra anunciá-la então como noiva e assim quebrar o encanto. O mago, que perderia os poderes caso isso acontecesse, entra na festa junto com sua filha, Odile, transformada através de magia em Odette, mas vestida de preto. O príncipe anuncia seu amor e o noivado, e, tarde demais, percebe seu erro. Ele volta ao lago e, como o encanto não foi quebrado e eles não podem ficar juntos, se afogam no lago.

No filme, acho que a história é um pouco diferente.

Enquanto o figurino do filme é assinado por Amy Westcott, o figurino do balé foi criado pelas irmãs Kate e Laura Mulleavy, da Rodarte. Amy usou elementos do balé nas peças de todo o filme, de forma que tudo estivesse interligado enquanto as irmãs Mulleavy deram uma atualizada no visual da dança.

“O trabalho que tivemos foi reconceitualizar e criar o figurino para o Lago dos Cisnes, que é um balé clássico, mas fazer de uma forma que iria encaixar no mundo do filme.” – Kate Mulleavy

“É meio que a mantendo em um estado infantil. Suas cores básicas foram branco, cinza e rosa. Pegamos pesado no rosa e fomos diminuindo no final. Tem um momento onde ela veste meia-calça preta em vez da rosa, e isso é aquela ruptura quando ela meio que está do outro lado da cerca.” – Amy Westcott

“A última linha [da Rodarte], outono de 2010, acho, foi bastante ‘inspirada em abutres’. Eles tinham esse monte de penas negras e coisas como essa… essa foi a linha delas, mas pra nós elas criaram novas coisas, nós colaboramos o tempo todo de um modo mais tradicional de montar os tutus, mas a linha delas foi tão interessante, já foi meio que inspirada em pássaros! Darren [o diretor] e eu trabalhamos com elas, então elas revigoraram os figurinos, o que foi ótimo. Os corpetes foram criados por um formidável designer de balé chamado Jack Brown e então a Rodarte acrescentou peças à eles para fazê-los funcionar com os cisnes negros e brancos. Mas para os principais, elas refizeram completamente os figurinos a partir do zero por conta própria. Foram trajes de balé completamente funcionais.” – Amy Westcott

“Trabalhei junto com Yumiko [uma bailarina e designer de roupas de balé] porque tínhamos muitas peças de uso diário, para as personagens de Natalie e Mila. Tínhamos uma paleta de quatro cores bem estrita: a maioria de preto, cinza, branco e rosa. (…) Passamos por seu catálogo e os collants faziam parte da linha mas nós trocamos as cores e os tecidos. (…) E foi também importante pra mim, manter o realismo. Você não quer reinventar completamente a roda.” – Amy Westcott

“Foi quase cliché no sentido de escolher rosa para Nina e cinza para Lily. Então trabalhamos cuidadosamente em um pouco de cinza em Nina e lentamente incluímos um pouco de rosa em Lily, e no final do filme, Nina usava um pouco de preto e era mais preto e cinza – ela quase perde o rosa – e Lily estava com um pouco de branco com cinza, ela não clareia. Lentamente, enquanto o caráter de Nina se desvenda, suas cores se tornam escuras.” – Amy Westcott

Agora é esperar dia 4 de fevereiro, a data de estreia do filme no Brasil (segundo o IMDb).

(*) Mila Kunis era a Jackie do “That 70’s Show” e é a matéria de capa da Nylon de dezembro.

Fontes: Imdb, The Ballet Bag, The Style Rookie

Anúncios

Cinema e Moda por aí

Alguns textos interessantes sobre Cinema, Moda e sua interseção.

Ensinamentos de outrora com Arianne Phillips, Oficina de Estilo

“Se o objetivo é aparecer, brilhar no palco, ela faz o palco incendiar – tipo Madonna, né? Se o objetivo é criar um personagem discreto, que não pode ser muito “cheguei” na tela, ela consegue fazer também, e sem deixar pra trás os mínimos detalhes.”

A roupa comunicando em “Eden à l’Ouest”, JURA? tá na moda!

“O interessante é que a narrativa do filme vai sendo construída e pontuada pelo vestuário masculino do protagonista. Desde o início o seu modo de presença naquela sociedade é marcado pela linguagem não verbal, com ênfase nas roupas que usa.”


Oscar 2010, Melhor figurino

O vencedor de Melhor Figurino do Oscar desse ano, como já esperado por muitos, foi o filme “The Young Victoria”.

Sinopse

Biografia da Rainha Vitória de Inglaterra que assumiu o trono com apenas 18 anos e lá se manteve até falecer, aos 80 anos. O filme conta como foi a vida da Rainha, destacando os primeiros anos do reinado que foram especialmente turbulentos, e a sua relação com o Príncipe Alberto, que vem agravar a situação.

Algumas fotos:

Os outros indicados, foram:

Brilho de Uma Paixão (Bright Star)


Em 1818, em Londres, inicia-se uma história de amor entre o poeta John Keats e a jovem Fanny Brawne. O relacionamento dura apenas 3 anos, interrompido pela prematura morte de Keats.

Coco Antes de Chanel (Coco avant Chanel)


Baseado na história da famosa estilista francesa Gabrielle “Coco” Chanel, contando desde sua infância pobre até a criação de seu império da indústria da moda.

O Mundo Imaginário de Dr. Parnassus (The Imaginarium of Dr. Parnassus)


Dr. Parnassus é um imortal contador de histórias que possui um teatro itinerante. Sua imortalidade veio através de um pacto com o demônio e em troca deveria entregar seu primeiro filho ou filha após o aniversário de 16 anos. Sua primeira filha está prestes a atingir tal idade, então, Dr. Parnassus renegocia o pacto.

Nine


O musical-romance norte-americano conta sobre Guido Contini, um cineasta que luta para ter harmonia em sua vida pessoal e profissional, às voltas com sua esposa, sua amante e sua mãe. Filme baseado no musical Nine e inspirado no filme 8½, de Federico Fellini.

Circo

Que o Circo possui uma magia que nos comove e nos toca profundamente, não é segredo algum.

Mas o que muita gente carrega e percebe dessa magia, é o sentimento que criamos ainda na infância. A alegria, as cores, os animais, e cada elemento lúdico particularmente atraentes à infância e à inocência da infância. Mas existe a magia adulta, a magia que não percebíamos quando ainda formávamos nosso gosto, nossa aprecisação e nossa paixão pelo Circo. E essa magia adulta está – além dos clichês da tristeza dos palhaços e do lado sombrio e lúgubre, que somente poderíamos perceber quando adultos – também na sofisticação da comunicação dos cenários e figurinos. Eles conseguem comunicar conosco de forma mais subjetiva e concisa, de forma mais intuitiva. Nos figurinos atuais,presenciamos o maior aproveitamento desta comunicação mágica com o público adulto, sem que se perca, pelo contrário, o contato com os sentimentos que construimos nas nossas infâncias. Vem para somar e acrescentar à magia que sempre existiu, sempre existirá e que sempre carregaremos conosco.

Sempre!

The Young Victoria

Emily Blunt está na Vanity Fair de maio (com capa da Gisele) em um editorial que comemora seu último filme, “The Young Victoria”. Um festival de coleções Primavera-2009 onde a atriz usa Dior, Givenchy, Christian Lacroix, Chanel e por aí vai.

emilyblunt_vanityfaireditorial_may09_1

emilyblunt_vanityfaireditorial_may09_21

emilyblunt_vanityfaireditorial_may09_3

emilyblunt_vanityfaireditorial_may09_4

No filme, que já estreou nos EUA mas ainda não tem previsão de vir pra cá, Blunt interpreta a Rainha Vitória do Reino Unido, em seus anos de juventude.

Emily está trabalhando bastante, além do “The Young Victoria”, fez “Curiosity” (2009),  “The Simpsons” (voz), “The Girl” (pré-produção, 2009), “Wild Target” (pós-produção, 2009), “The Wolf Man” (também em pós-produção, 2009), “Gulliver’s Travels” (2010), “Gnomeo and Juliet” (voz, 2010) e “Shoot the Messenger” (2010).

Ela é mais lembrada pelo papel secundário no filme “O diabo veste Prada”, mas fez vários outros ótimos filmes, entre eles, “Meu Amor de Verão” com temáticas fortes como lesbianismo, religião e obsessão.

summer-of-love

Em breve um post falando do figurino desse filme ;)

Sex and the City 2 estreia em 2010

As garotas do Sex and the City estão voltando para uma sequência!

sex-and-the-city-2

Sarah Jessica Parker, Kim Cattrall, Cynthia Nixon, Kristin Davis já assinaram contrato e Michael Patrick King, escritor, diretor e produtor também volta para a o segundo longa baseado na série.

Apesar do projeto estar em um estágio muito inicial, a data oficial de lançamento já foi marcada para 28 de maio de 2010.

Patricia Field, que cuidou do figurino do seriado e do primeiro filme, ainda não confirmou participação.

O primeiro longa faturou US$ 415,3 milhões no mundo inteiro.

Moda, Cinema e Arte

Marie Rucki, diretora do Studio Berçot, uma das mais famosas e conceituadas escolas de moda na França, estará em SP, juntamente com Fabrice Paineau (que é professor no Studio Berçot) para 5 dias de palestras, debates e workshops.

marie_rucki

As palestras acontecerão na Escola São Paulo, entre 13 e 17 de abril (de segunda à sexta), das 19h30 às 21h30 e o workshop nos mesmos dias, de 15h às 18h.

Os temas das palestras são:

  • Dia 13: Os novos territórios da moda – inter-relação moda, arte contemporânea e cinema
  • Dia 14: O cinema como parte integrante do sistema da moda
  • Dia 15: Fontes de pesquisa: inspiração,influências e conseqüências
  • Dia 16: Criadores e cineastas : pensando sobre as relações entre moda & cinema
  • Dia 17: As novas tendências de moda, novos criadores

workshop1

O workshop é um curso prático e por isso voltado especialmente para estilistas, estudantes e iniciados em moda com conhecimentos básicos em moulage. A partir da análise das últimas tendências de moda o aluno desenvolverá uma pesquisa para criar uma proposta de moda (coleção ou produto) através do estudo da estética cinematográfica.

Temas a serem abordados:

  • As últimas tendências da moda: abril de 2009
  • Identificação de um estilo
  • Proposta de moda por meio do estudo da estética cinematográfica: estudo sobre filmes e pontos de identificações.
  • Compras de materiais de referência
  • Desenvolvimento dos trabalhos de pesquisa

Os preços divulgados para palestras avulsas é de R$ 100; para os 5 dias, R$ 150 + 2 parcelas de R$ 150. O workshop vai custar R$ 580 + 4 parcelas de R$ 580.

O vídeo do evento do ano passado:

escola_sp

Escola São Paulo
Rua Augusta, 2239 – São Paulo (SP)
Site: www.escolasaopaulo.org
Telefone: (11) 3060-3636
Para ler mais no site da Escola São Paulo, ou pra ver o hotsite, clica!

E pra quem for lá, volta e me mata de inveja contando como foi!

Associação de Figurinistas

Costume Designers Guild

cdg

Figurinismo…
Criando personagens críveis e apoiando a narrativa em um universo ficcional. Transformando palavras de um roteiro em imagens visuais, figurino conta histórias.

Desenho de figurino para figurinismo…
Apoiar a narrativa, criando personagens memoráveis e proporcionando equilíbrio dentro da estrutura usando cor, textura e silhueta.

Realização…
“… Se roupas fazem o homem, então certamente o Figurinista é não somente essencial (mas) é fundamental, pois são eles que criam a aparência da personagem sem o qual o nenhum desempenho pode ser bem sucedido.”

audrey

Audrey Hepburn, 1986

    http://www.costumedesignersguild.com/

    Sasha Warrior Beyoncé

    Thierry Mugler criou os novos figurinos para a turnê de Beyoncé Knowles. Com o nome de Sasha Warrior (“I Am…Sasha Fierce” é o nome do terceiro CD da cantora), Mugler disse que as roupas têm embasamento nas músicas “Feminina. Livre. Guerreira. Feroz.” (Fierce = Feroz; Warrior = Guerreira)

    Behold: Thierry Mugler’s ‘Sasha Warrior’ Costumes for Beyoncé!

    A proposta era promover um encontro entre as duas personalidades de Beyoncé, Sasha Fierce (que é ela no palco) e a própria Beyoncé (na vida real).
    Legal que todos os modelos têm o ombro marcado, e segundo Alber Elbaz (estilista responsável pela Lanvin de Paris) “ombros marcados comunicam ‘poder’” (li isso no blog das Oficinas! Clica pra ler que lá tem mais!).
    E aí, gostaram do Black Power quadrado?

    Dicas de Patricia Field

    Patricia Field, figurinista responsável pela série Sex and the City e pelo filme O Diabo veste Prada, participou agora do filme Confessions of a Shopaholic (aqui, traduzido como Os delírios de consumo de Becky Bloom), que estréia no Brasil no dia 10 de abril.

    Sarah Jessica Parker no set de filmagens da série Sex and the City, com Patricia Field

    Sarah Jessica Parker no set de filmagens da série Sex and the City, com Patricia Field

    Meryl Streep e Patricia Field, O diabo veste Prada

    Meryl Streep e Patricia Field, O diabo veste Prada

    Cartaz do filme "Os delírios de consumo de Becky Bloom"

    Cartaz do filme "Os delírios de consumo de Becky Bloom"

    Em vídeo, Patricia dá algumas dicas que usou pra montagem das roupas de Rebecca. (em inglês)

    Sobre combinações de cores:

    Acessórios:

    Liberdade de movimento dentro das roupas: